A ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues, confirmou este sábado, em Alijó, que os dois helicópteros Kamov que têm problemas nos motores foram substituídos por quatro helicópteros ligeiros.

A ministra, que falava à margem da inauguração do quartel dos bombeiros de Alijó, distrito de Vila Real, reiterou as declarações feitas à agência Lusa pelo secretário de Estado da Administração, João Almeida, segundo as quais os outros três helicópteros Kamov “estão disponíveis para atuar se tal for necessário”.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) avançou que os cinco helicópteros pesados, utilizados no combate aos incêndios florestais, estão parados devido ao processo de transferência para a empresa Everjets, que ganhou o concurso público de operação e manutenção dos aparelhos para os próximos quatro anos.

Relativamente a esta questão, a ministra salientou hoje que “não há qualquer dificuldade”.

Anabela Rodrigues reafirmou a sua inteira confiança no dispositivo preparado para combater os incêndios nesta época, salientando que, nesta fase, estão 5.000 operacionais prontos a atuar.

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, marcou também presença na inauguração do novo quartel dos bombeiros de Alijó, obra que representou um investimento de cerca de um milhão de euros, onde salientou a necessidade de, todos os anos, se realizarem trabalhos de prevenção e de ordenação.

O governante considerou, ainda, que o abandono do território tem criado mais riscos, nomeadamente a nível dos incêndios florestais, e sublinhou a forte aposta que tem sido feita na formação dos operacionais que combatem os fogos.

Durante a manhã, o primeiro-ministro e a ministra Anabela Rodrigues passaram ainda por Sabrosa, onde inauguraram as obras de remodelação e ampliação dos bombeiros, num investimento de um milhão de euros.