Os Xutos & Pontapés e os Linda Martini atuam  esta quarta-feira no Teatro Tivoli, em Lisboa, no espetáculo «Live Freedom», para assinalar o Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Organizado pela Amnistia Internacional Portugal e apresentado pelo humorista Ricardo Araújo Pereira, o evento pretende alertar, através da música, para casos de violação dos direitos humanos em vários países.

Associado ao espetáculo está a «Maratona de Cartas», uma iniciativa global da Amnistia Internacional, que consiste no «envio massivo de cartas e postais por ativistas de todo o mundo para as autoridades de diversos países, em protesto contra as violações de direitos humanos».

Este ano, são apontados quatro casos concretos: Liu Ping, ativista chinesa contra a corrupção e que já foi torturada em prisão, Chelsea Manning, militar do exército norte-americano que divulgou documentos confidenciais através do Wikileaks, o nigeriano Moses Akatugba, condenado à pena de morte por assalto à mão armada, sem direito a julgamento, e a comunidade de Mkhondo, na África do Sul, onde grávidas e jovens mães morrem sem ter acesso a serviços de saúde pré-natal.

De acordo com a Amnistia Internacional, em 2013 a «Maratona de Cartas» contou com cerca de 2,3 milhões de apelos de 143 países. De Portugal foram enviados mais de 96.000 apelos.

A Amnistia Internacional, que reúne cerca de 3,2 milhões de membros em todo o mundo, existe em Portugal há mais de trinta anos, acrescenta a Lusa.