As emissões de dióxido de carbono (CO2) provenientes de combustíveis fósseis diminuíram 5,7% em Portugal em 2014, face a 2013, ligeiramente acima dos 5,0% de quebra registados na União Europeia (UE), segundo o Eurostat.

Segundo as estimativas do gabinete oficial de estatísticas da UE, as emissões de CO2 recuaram no ano passado em 22 Estados-membros, com a Eslováquia à cabeça (-14,1%), seguindo-se a Dinamarca (-10,7%), a Eslovénia (-9,1%), o Reino Unido (-8,5%) e a França (-8,2%).

Portugal, com uma quebra de 5,7% está em 11.º lugar na lista das reduções, tendo passado de 44.671 milhões de toneladas CO2 emitido para um valor estimado de 42.121 milhões de toneladas, uma quebra de 2.550 milhões de toneladas.

A Bulgária (7,1%), Chipre (3,5%), Malta (2,5%), a Lituânia (2,2%),a Finlândia (0,7%) e a Suécia (0,2%) são os países onde a emissões de CO2 provenientes dos combustíveis fósseis subiram no ano passado, em relação a 2013.