Nasceu em 1929 e, desde então, o «Borda d`Água» faz parte da vida de milhares de portugueses que levam a sério as suas previsões. E não só. Para 2014, o almanaque anuncia um «ano vermelho», mas isso não significa que o Benfica seja campeão ou que as bolsas passem o ano negativas. Até pode acontecer, mas na verdade, a culpa é de Mercúrio. O planeta que vai ter mais influência na Terra nos próximos 365 dias.

«Cada ano é acompanhado por um planeta e esse irá exercer sobre a Terra influências, a cor vermelha é a que mais se adequa à influência de Mercúrio, a sua simbologia é variada, dependendo daquilo que as pessoas mais valorizam», afirma à TVI24.pt Célia Cadete, diretora do «Borda d`Água».

Por isso, o texto de previsão que descreve 2014 como o «ano vermelho» deve ser «lido e interpretado não ser reduzido "à letra" do que ali se escreve. Cada pessoa deverá fazer as suas interpretações de acordo com a sua identidade».

O «Borda d`Água», editado pela Minerva, é uma das publicações mais antigas em Portugal e um sucesso de vendas. Poucos são os que não encontram «informação útil» nas suas páginas. Aqui encontramos de tudo um pouco, previsões para o ano, com a ajuda da astrologia, há conselhos práticos que recorrem à sabedoria popular como, por exemplo, provérbios e mezinhas. Há ainda espaço para a ciência.

Mas as previsões meteorológicas e as previsões para a agricultura, com a descrição das épocas de sementeiras e outros trabalhos agrícolas são, talvez o maior sucesso. Quem quer conhecer as fases da lua, informações sobre marés, ver o calendário ou saber efemérides, também encontra respostas neste almanaque.

Célia Cadete explica que o almanaque «cruza o saber empírico com o saber científico» e não tem dúvidas que o seu «sucesso é acertar nas previsões feitas um ano antes», acrescido de ser parte «da identidade de um país, parte da nossa tradição».

Além de diretora, Célia Cadeta também é responsável por tudo o que aparece escrito no «Borda d`Água». Por isso, todos os dias são poucos para preparar as novas edições. Como tal, e apesar de ainda estarmos nos primeiros dias de um novo ano, «o almanaque de 2015 está a ser preparado desde o dia em que o de 2014 entrou na gráfica, mas com mais trabalho a partir de fevereiro/março».

Que mais podemos esperar de 2014?

Saiba então que «a primavera será húmida e o verão quente». Já o outono será «temperado» e o inverno «áspero, mas pouco frio».

E como o ano é «vermelho», é preciso atenção ao que leva à boca e o almanaque pede, por exemplo, contenção com os frutos vermelhos. Mas há também um aviso para o consumo de citrinos.

Para quem vai ser pai ou mãe este ano, o «Borda d`Água», diz que os pequeninos vão ter «olhos atrativos e mãos esbeltas». 2014 promete também ser um bom ano para quem gosta de artes.