Uma ruptura num reservatório com 50 litros de cloro, utilizado no tratamento de água, obrigou, esta quinta-feira, à intervenção dos Bombeiros do Seixal e Sapadores de Lisboa não tendo havido vítimas. A notícia é avançada pela Agência Lusa, que cita fonte de Centro de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal.

O acidente ocorreu numa estação de captação de água pertencente aos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS) do concelho de Almada, que fica situada na freguesia de Corroios, concelho do Seixal.

Ao local, foram chamados os bombeiros do Seixal, por esta ser a sua área de intervenção, e viaturas de intervenção química dos Sapadores de Lisboa.

O responsável do CDOS diz ser necessário «algum cuidado» no manuseamento do cloro e «só por isso é que foi accionada a viatura de intervenção química dos Sapadores de Lisboa», acrescentando que o cloro é um gás extremamente tóxico.

Estiveram no local 27 homens dos Bombeiros do Seixal, apoiados por oito viaturas, para além da Protecção Civil. A situação está controlada, sendo que, «o recipiente será removido ainda hoje», Adiantou à Lusa fonte da Câmara Municipal de Almada.