Um pouco por todo o mundo, as empresas tentam combater o desperdício alimentar criado, em parte, pelas datas de validade impressas nos produtos alimentares.

No Reino Unido, segundo relatórios recentes, os britânicos desperdiçam em média, todos os anos, 4,3 milhões de toneladas de alimentos perfeitamente comestíveis. Já em Portugal, o movimento «Zero Desperdício» conseguiu recuperar, de acordo com dados de outubro de 2014, 1,3 milhões de refeições que iriam para o lixo.

Para combater o desperdício britânico, a empresa Approved Food criou uma lista de quais os alimentos que mesmo depois da data de validade estão bons para consumo. Dan Cluderay, dono da empresa, quer provar às pessoas que o desperdício é desnecessário e por isso vende produtos com a validade expirada ou quase a expirar.

Cluderay explica que o mais importante é educar o público sobre o que são datas de consumo (período de tempo seguro para ingerir alimentos depois da data de validade), as datas de validade (utilizadas pelos vendedores para os seus interesses internos) e o que significa o período antes das datas (período em que os alimentos são de ótima qualidade mas nem sempre de segurança).

Veja a lista dos alimentos que podem ser consumidos depois de ultrapassarem a data de validade:

Batatas fritas: cerca de 10 tiras de batata frita caseira tem aproximadamente 171mg de sal, valor que aumenta significativamente quando são batatas embaladas. O sal ajuda na conservação do produto.

Chocolate:  este alimento proveniente do cacau, sofre diversas modificações até chegar a casa do cliente. Uma delas é a introdução de manteigas e açúcares que ajudam a preservá-lo, durante algum tempo depois de ultrapassada a data de validade.

Ketchup: dura mais um ano após a data inscrita na embalagem, quando guardado num local seco e fresco.

Iogurte: depois da atingir a validade, pode durar mais seis semanas. Depois disso é possível ingerir a parte do iogurte que fica por baixo na embalagem.

Ovos: um bom teste para comprovar se esta fonte de proteínas está ou não boa para consumo é colocá-los numa bacia com água. Se o ovo flutuar significa que está a acumular bactérias e gases no interior, se afundar é porque está em ótimo estado para consumir.

Pão: alimento muito consumido na dieta mediterrânica, é um desperdício deitá-lo fora. Quando está duro pode sempre ser aquecido no forno ou usado numas rabanadas, e desde que não tenha muito bolor pode sempre ser aproveitado.

Arroz: depois de meses, e até anos, este cereal continua ainda bom para consumo.

Frutas e vegetais: o senso comum pode ser aplicado também às frutas e vegetais. Se não está podre nem muito mole está bom para ser ingerido.