A comunidade portuguesa na Suíça consome mais carne que os suíços, segundo um estudo sobre a alimentação da população do país, publicado recentemente pelo professor Pedro Marques-Vidal, médico e investigador no Centro Hospitalar Universitário de Lausana (Chuv).

"Os portugueses comem como em Portugal. Muito peixe, muita fruta e bastantes legumes. Mas o que nos intrigou é que os portugueses na Suíça comem muito mais carne", disse em entrevista à Lusa o professor Pedro Marques-Vidal, responsável pelo estudo.

De acordo com o especialista em nutrição, a conclusão indica que os emigrantes portugueses mantêm os hábitos alimentares de Portugal, mas adquirem novos hábitos quando chegam à Suíça.

Para o académico, os portugueses que alcançaram um melhor nível de vida na Suíça tendem a comer mais carne, porque esse consumo é considerado um símbolo de riqueza.

De facto, num estudo anterior, Pedro Marques-Vidal observou um fenómeno similar quando Portugal aderiu à União Europeia.

Paralelamente, os resultados do estudo destacam que os imigrantes, em particular os do sul da Europa, comem melhor que os suíços.

"Os imigrantes, fossem eles de origem portuguesa, espanhola ou italiana, comem mais frutas, mais vegetais, mais peixe que os suíços", assinalou.

O estudo sobre os hábitos nutricionais da população da Suíça é o primeiro do género no país. A equipa de investigadores analisou os dados de 4.000 pessoas recolhidos entre 2009 e 2013 na região de Lausana.

No próximo ano, Pedro Marques-Vidal vai participar num estudo sobre o estilo de vida e acesso à saúde dos emigrantes portugueses na Suíça.