Um fogo durante esta madrugada na praia de Manta Rota, no Algarve, destruiu todo o material de salvamento dos nadadores-salvadores.

O alerta para uma barraca de madeira em chamas, junto ao passadiço, foi dado às 03:16.

                    

Quando os bombeiros chegaram ao local, já nada havia a fazer. O fogo consumiu todo o material de uma das concessionárias.

No interior havia material de salvamento, colchões e alguns objetos pessoais dos nadadores-salvadores e de veraneantes.

“O prejuízo ronda os 7 mil euros”, disse Miguel Patrão, nadador-salvador e gestor da concessionária em declarações à TVI.

Ainda não sabe o que estará na origem do incêndio, mas Miguel Patrão garante que é a primeira vez que assiste “a uma situação de vandalismo desta dimensão". "Às vezes mudam as cadeiras de sítio durante a noite, mas isto, nunca tinha presenciado”, contou.

Contactado pela TVI, o Comandante Ventura Borges da Polícia Marítima adiantou que foi feita “uma vistoria a todas as barracas da praia no início da época balnear para apurar as condições de segurança” e que todas reuniam os requisitos.

Até ao final da época balnear, os nadadores-salvadores desta concessão vão trabalhar com material emprestado por outras três concessionárias da praia. 

A Polícia Marítima garante que estão reunidas as condições de segurança dos veraneantes.

A investigação encontra-se agora a cargo da Polícia Judiciária.