No caso Madeleine Mmcann, o Ministério Público acedeu ao pedido da polícia britânica para que sejam feitas buscas e escavações na praia da Luz. O pedido consta da mais recente carta rogatória.

A policia britânica quer que sejam feitas buscas em terrenos, na praia da Luz, onde suspeita que o corpo de Madeleine possa estar enterrado. Buscas serão feitas com um radar que permite analisar abaixo do solo.

Do mapa dos locais que estão sinalizados, constam zonas próximas do apartamento de onde a criança desapareceu há 7 anos e uma estrada, que na altura, estava em obras. São locais que os detetives defendem que a PJ não analisou até à exaustão.

A carta rogatória, tal como as anteriores, já foi analisada pelo Ministério Público de Portimão.

A TVI sabe que as buscas, que preveem a realização de escavações, já foram autorizadas pelo procurador, falta, agora, marcar as datas e acertar os moldes em que vão ser feitas.

A polícia britânica também pediu para estar presente, na altura em que estas ações forem executadas pelos inspetores portugueses, mas essa decisão cabe à direção nacional da PJ e ainda não terá sido tomada.

Em março, a polícia metropolitana anunciou estar à procura de um predador sexual, dentro da tese de rapto, que sempre defendeu. Com este novo caminho e embora não o confirme oficialmente, está a admitir, pela primeira vez, a hipótese de Madeleine estar morta.