A Proteção Civil informou esta quarta-feira que se registaram 2.740 ocorrências relacionadas com o mau tempo desde terça-feira até às 20:00 desta quarta-feira, altura em que terminou o estado de alerta especial das autoridades.

As autoridades tinham iniciado às 08:00 de terça-feira o alerta amarelo, devido a condições atmosféricas adversas.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou os distritos de Viana do Castelo, Braga, Vila Real, Bragança, Viseu, Guarda, Coimbra e Castelo Branco sob aviso laranja por previsões de queda de neve.

Numa atualização colocada na Internet às 19:42, o IPMA acrescenta um aviso laranja para os distritos de Faro, Beja, Setúbal, Lisboa, Leiria, Aveiro e o Porto devido à agitação marítima, com ondas que, até às 18:00 de quinta-feira, podem chegar aos sete metros.

Sob aviso amarelo, o segundo mais grave de uma escala de três, está também a costa norte da Madeira e a ilha de Porto Santo por previsões de forte agitação marítima e ondas que podem atingir os 5,5 metros.

Em comunicado, a Marinha alertou a comunidade marítima, «em particular a comunidade piscatória e náutica de recreio, para redobrar a atenção no cumprimento de todos os procedimentos e regras de segurança no mar».

Para quinta-feira, o IPMA prevê, para o continente, céu geralmente muito nublado, aguaceiros, uma pequena descida da temperatura no norte e no centro, queda de neve acima de 800 metros no norte e no centro, vento fraco a moderado, com rajadas até 70 km/h no litoral e forte (35 a 55 km/h) com rajadas até 90 km/h nas terras altas.

Na Madeira, prevê-se períodos de céu muito nublado, aguaceiros, vento moderado, soprando forte (35 a 50 km/h) nas terras altas e uma pequena subida de temperatura.

Nos Açores, no grupo Ocidental, prevêem-se períodos de céu muito nublado com abertas para a tarde, aguaceiros fracos especialmente na madrugada, vento muito fresco com rajadas até 65 km/h, tornando-se fresco.

Nos grupos Oriental e Central preve-se céu geralmente muito nublado, períodos de chuva fraca em especial na madrugada e manhã e vento de oeste fresco com rajadas até 55 km/h, tornando-se moderado.

A EDP, entretanto, informou esta quarta-feira que todas as avarias elétricas registadas na terça-feira foram já resolvidas, restando apenas «pequenas falhas pontuais e dispersas na rede de baixa tensão».

Em consequência do mau tempo que se abateu sobre o território nacional na terça-feira, a EDP registou diversas avarias de eletricidade, que obrigaram à mobilização de cerca de mil operacionais para reparar as avarias no terreno, procedendo «à ligação de cerca de uma centena de geradores e de duas centrais móveis, na rede elétrica de Baixa Tensão, no sentido de minimizar a perturbação resultante desta intempérie».