Os pólenes vão estar com níveis muito elevados, nos próximos sete dias, em todas as regiões de Portugal continental, informou a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC) esta quinta-feira.

Entre sexta-feira e o dia 16 de junho, os níveis de pólenes vão manter-se elevados devido à previsão de elevada temperatura, vento de norte e de noroeste, agravado por rara precipitação em todo o país, adianta a SPAIC, que divulga o Boletim Polínico todas as quintas-feiras durante a primavera, estação propícia a alergias.

Segundo o Boletim Polínico, os pólenes predominantes em Portugal continental serão das árvores oliveira, carvalhos, castanheiro e pinheiro, sobreiro, e das ervas gramíneas, azedas, tanchagem e parietária.

Nas regiões autónomas da Madeira e dos Açores esperam-se concentrações baixas de pólenes, com predomínio dos pólenes da árvore pinheiro, palmeira e bétula e das ervas gramíneas, tanchagem e parietária.