A Polícia de Segurança Pública deteve uma centena de pessoas no âmbito da operação “Pela vida, trave”, 45 das quais por condução sob efeito de álcool e 32 por falta de carta.

Em comunicado, a PSP adianta que na operação, que decorreu entre 20 e 24 de julho passado, em vários pontos do país, foram realizadas 442 fiscalizações para prevenção e dissuasão dos comportamentos de risco dos automobilistas, tendo envolvido 2.860 elementos policiais e 998 viaturas.

De acordo com o documento, no contexto global foram fiscalizadas 21.024 viaturas, tendo sido levantados 4.860 autos de contraordenação e efetuadas 272 apreensões.

Foram igualmente sujeitos a teste de alcoolemia 4.949 condutores e verificadas 70 contraordenações.

Na operação foram também utilizados radares, tendo sido controlados 106.322 veículos, dos quais 2.371 circulavam em excesso de velocidade, registadas 217 infrações muito graves, 1.840 graves e 314 ligeiras, de acordo com o comunicado enviado à Lusa.

Foram ainda registadas 3.037 infrações, das quais 331 dizem respeito ao uso de telemóvel durante a condução, 329 por estacionamento nos passeios e outros locais destinados à circulação de peões, 165 por falta de cinto de segurança, 161 por falta de inspeção, 109 por desrespeito ao sinal de semáforo e 47 por falta de seguro.