A deputada socialista Glória Araújo foi condenada a pagar uma multa de 2 250 euros e a uma pena acessória de inibição de conduzir durante seis meses, depois de ter sido detida, em janeiro, por conduzir com uma taxa de alcoolemia de 2,4g por litro de sangue.

De acordo com o «Diário de Notícias» (DN), que avança a notícia na sua edição online, para o Tribunal de Pequena Instância Criminal (TPIC) de Lisboa, estas sanções são «suficientemente dissuasoras de futuros comportamentos delituosos da arguida».



Glória Araújo foi detida na madrugada de cinco de janeiro com o dobro da taxa de alcoolemia considerada crime. Foi julgada em processo sumaríssimo, a pedido do Ministério Público, tendo-lhe sido levantada a imunidade parlamentar.