Um homem de 73 anos foi encontrado morto dentro de um poço, em Alcanede, após um incêndio ter destruído a sua habitação, na madrugada de hoje, informou o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém.

Ficou desalojada a ex-mulher da vítima, que com ela partilhava a habitação, em Casal do Norte, naquela freguesia do concelho de Santarém, apesar de estarem divorciados.

“O fogo parece ter sido ateado de propósito”, disse à agência Lusa o comandante dos Bombeiros Voluntários de Alcanede, Filipe Regueira, frisando que o alerta, cerca das 03:30, era para uma viatura a arder no exterior.

Quando os meios de socorro chegaram ao local, o incêndio “já se tinha propagado a toda a habitação”, acrescentou.

Filipe Regueira indicou que, além da casa, foram destruídos dois automóveis, cujos depósitos de combustível tinham sido destapados.

Num anexo da habitação, estavam um trator agrícola, uma moto-enxada e uma motorizada, também com os depósitos abertos, mas que escaparam às chamas.

Segundo o comandante dos bombeiros, o homem encontrado morto tinha um “relacionamento difícil” com a ex-mulher, com quem passou a partilhar a casa, há poucos anos, após ter saído da prisão, onde cumpriu 13 anos de uma pena de 16 a que foi condenado por tentativa de homicídio com arma de fogo, em que feriu com gravidade a sua mulher e uma vizinha.

A antiga mulher, que deveria regressar hoje do Luxemburgo, onde foi visitar um filho, será acolhida por familiares, disse o comandante dos Bombeiros de Alcanede.

Após a extinção do fogo, os bombeiros e a GNR encontraram o cadáver do ex-marido no interior de um poço próximo da habitação.

“A investigação foi assumida pela Polícia Judiciária”, disse à Lusa a fonte do CDOS de Santarém.

O combate ao incêndio envolveu operacionais dos Bombeiros Municipais de Santarém e dos Voluntários de Alcanede e de Rio Maior.