"Na sequência do alerta dado por colegas de trabalho da vítima, que estranharam a ausência da mesma do seu local de trabalho, militares do posto de Arcozelo deslocaram-se à residência do alegado agressor, tendo encontrado a vítima deitada na cama, inconsciente, com graves lesões físicas", acrescenta o comunicado a que a Lusa teve acesso.