Um juiz de instrução aplicou prisão preventiva a um homem 38 anos detido pela GNR de Arcozelo, Vila Nova de Gaia, pela presumível prática de um crime de violência doméstica, sendo a vítima a namorada, informou fonte daquela força.

Em comunicado, a GNR refere que o homem foi detido "em flagrante delito".

"Na sequência do alerta dado por colegas de trabalho da vítima, que estranharam a ausência da mesma do seu local de trabalho, militares do posto de Arcozelo deslocaram-se à residência do alegado agressor, tendo encontrado a vítima deitada na cama, inconsciente, com graves lesões físicas", acrescenta o comunicado a que a Lusa teve acesso.


A vítima, de 55 anos, foi transportada para o Hospital Santos Silva em Vila Nova de Gaia, onde ficou internada.

Perante aquele quadro, a GNR acionou o Núcleo de Investigação e Apoio a Vitimas Específicas (NIAVE) do Porto, que procedeu a várias diligências para da veracidade dos factos denunciados.

O agressor foi detido e apresentado, na quinta-feira, no Tribunal da Comarca do Porto - Núcleo de Vila Nova de Gaia, para primeiro interrogatório de judicial, tendo-lhe sido decretada a medida de coação mais gravosa: prisão preventiva.