Uma mulher de 32 anos foi detida pela PSP de Vila Real depois de ameaçar e agredir um agente da polícia que respondia a uma denúncia de furto numa loja da cidade, anunciou esta segunda-feira aquela força policial.

Segundo informou a PSP, em comunicado, a suspeita, acompanhada por mais quatro mulheres, entrou numa loja, de onde o grupo terá furtado roupas de criança no valor de 210 euros.

Após se ter apercebido do furto, a proprietária da loja perseguiu as mulheres e intercetou a suspeita, que reagiu de forma violenta e agrediu a comerciante.

Nessa altura, um polícia que respondia à denúncia interferiu e foi agredido a pontapé e a soco, injuriado e ameaçado pela suspeita, que acabou por ser detida.

A mulher vai agora responder pelo crime de injúria e ameaça a um agente da autoridade.

A arguida, que já está referenciada pelas autoridades por vários episódios de furtos em estabelecimentos, recusou-se a identificar as outras mulheres que terão participado no furto.

No entanto, segundo a Polícia, o seu marido deslocou-se posteriormente à Esquadra de Investigação Criminal onde fez a entrega dos artigos furtados, os quais foram reconhecidos e já devolvidos à proprietária da loja, noticia a Lusa.