Um aluno de 16 anos agrediu esta segunda-feira um funcionário de 62 anos na escola EB 2,3 do Agrupamento de Valbom, em Gondomar, disse à Lusa fonte do Comando Metropolitano da PSP do Porto.

O caso ocorreu pelas 12:30 e o trabalhador da escola apresentava «escoriações no rosto e queixava-se de dores numa perna». Foi transportado ao Centro Hospitalar do Porto para receber assistência.

A mesma fonte indicou que o jovem de 16 anos «foi identificado» e reside em Valbom, tal como o funcionário, de 62 anos.

Outra fonte, esta do Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Norte (STFPSN), disse que um aluno daquela escola agrediu «a murro e pontapé» um funcionário.

Segundo a sindicalista Ermelinda Ferreira, as agressões ocorreram por volta da hora do almoço, quando o aluno queria sair da escola e o funcionário não o deixou, por não ter autorização.

«O funcionário foi fortemente agredido a murro, pontapés e ferradelas», disse.

Contactada pela agência Lusa, a direção do agrupamento de escolas recusou-se a prestar declarações.

A meio da tarde, o presidente da Associação de País, Vítor Fernandes, não tinha ainda informações sobre o caso, conforme afirmou à Lusa.