O presidente da Associação de Futebol de Lisboa (AFL), Nuno Lobo, disse hoje que vai aceitar os pedidos de adiamento de jogos a realizar no concelho de Vila Franca de Xira, devido aos riscos de infeção com “legionella”.

«A Associação de Futebol de Lisboa (AFL) está sensível às preocupações dos clubes. Vários já pediram esclarecimentos sobre os jogos a realizar no concelho de Vila Franca de Xira e alguns clubes do concelho já pediram mesmo adiamento dos seus encontros e, claro, a AFL vai deferir todos esses pedidos”, afirmou Nuno Lobo à agência Lusa.

Sem quantificar o número de jogos ou jogadores envolvidos, o dirigente explicou que em causa estão os encontros de todos os escalões dos campeonatos distritais de futebol e futsal previstos para o próximo fim de semana e cuja calendarização oficial será divulgada na quarta-feira.

O surto da doença do Legionário foi detetado na sexta-feira no concelho de Vila Franca de Xira, tendo já provocado a infeção de 200 pessoas e a morte de quatro.

A legionella encontra-se em ambientes aquáticos naturais e também em sistemas artificiais, como redes de abastecimento e distribuição de água, redes prediais de água quente e água fria, ar condicionado e sistemas de arrefecimento (torres de refrigeração, condensadores evaporativos e humidificadores) existentes em edifícios, como hotéis, termas, centros comerciais e hospitais.

Esta bactéria pode ainda existir em fontes ornamentais e tanques recreativos, como jacuzzis.

A infeção transmite-se por inalação de gotículas de vapor de água contaminada (aerossóis) de dimensões tão pequenas que transportam a bactéria para os pulmões, depositando-a nos alvéolos pulmonares.