Vinte e oito voos, entre partidas e chegadas, e mais de 2.000 passageiros foram afetados pelo forte vento que se regista esta terça-feira no aeroporto da Madeira, disse à agência Lusa o diretor-adjunto da empresa Aeroportos da Madeira (ANAM).

«Alguns destes voos foram cancelados, outros reprogramados para os próximos dias e outros ainda aguardam nos aeroportos de Porto Santo, Las Palmas ou Lanzarote a criação de condições atmosféricas que permita a sua aterragem no aeroporto da Madeira», explicou Roberto Santa Clara.

Segundo o responsável, «nestes movimentos afetados já estão os dois últimos voos da TAP desta noite, que foram cancelados, assim como o voo proveniente de Porto Santo».

«Na zona do aeroporto mantém-se o vento forte e muita agitação marítima», acrescentou Roberto Santa Clara.

O arquipélago da Madeira está sob aviso vermelho devido às previsões de forte vento e chuva intensa, sobretudo nas zonas montanhosas.

As previsões meteorológicas para a Madeira apontam para um prolongamento do período de chuva intensa até as 09:00 de quarta-feira, motivo pelo qual as escolas da região vão estar encerradas na parte da manhã, anunciou hoje o Governo Regional.

«Se a chuva e o vento se mantiverem fortes, talvez seja de aconselhar que as escolas não funcionem no período da manhã», disse o secretário Regional dos Assuntos Sociais numa conferência de imprensa na sede do Serviço Regional de Proteção Civil da Madeira (SRPC), no Funchal, ao início da noite, destinada a avaliar a situação de mau tempo na região para as próximas horas.

Entretanto, a Direção de Estradas da Madeira informou que se encontram encerradas as estradas entre a Portela e o Porto da Cruz, e junto ao cemitério novo do Porto da Cruz, no concelho de Machico.

Estão também encerradas as estradas entre a Serra d`Água e a Encumeada, e entre a Encumeada e o Lombo do Mouro, no concelho da Ribeira Brava, informou aquela entidade.