A freguesia dos Olivais, em Lisboa, vai ter, no início de 2017, um miradouro com vista para o Aeroporto Humberto Delgado, um projeto da Junta que visa "reavivar a memória das pessoas", divulgou a presidente da autarquia esta quarta-feira.

Acabamos por reavivar um pouco a memória das pessoas. Todos nós, quando éramos crianças, íamos com os nossos pais e com os nossos avós ver os aviões", afirmou à agência Lusa a autarca dos Olivais, Rute Lima (PS).

Segundo a responsável, o projeto é "um dois em um", uma vez que visa também requalificar o topo da Rua Cidade de Tete, onde vai ser criado o miradouro, um "local da freguesia que tem estado abandonado há largas décadas" e que, por não ser urbanizado, "é procurado para outro tipo de atividades menos recomendáveis".

Fica numa zona alta da freguesia e conseguimos perfeitamente ter a visão sobre os dois terminais do aeroporto, o que permite às pessoas que venham um dia a visitar o miradouro ver os aviões a aterrar e a descolar", assinalou Rute Lima.

Paralelamente, a autarquia vai requalificar o "sítio onde existia o famoso bar Avião, que também está um pouco abandonado", de acordo com a responsável.

Estimando que seja possível ver aviões a partir deste miradouro no início de 2017, Rute Lima referiu que em causa está uma parceria com a Câmara de Lisboa, que atribuirá cerca de 60 mil euros à Junta para concretizar o projeto, através de um protocolo de delegação de competências.

Foi um projeto perfilhado pelo nosso presidente da Câmara, o dr. Fernando Medina, que achou a ideia fantástica", contou a autarca à Lusa.

Rute Lima admitiu que o investimento possa até "ultrapassar um pouco o que está estimado", uma vez que o projeto ainda está a ser feito e só estará concluído dentro de dois meses.

Já se prevê, contudo, que ali existam zonas de estadia (com bancos e outros equipamentos de mobiliário urbano), um quiosque com esplanada e um local para as crianças brincarem.

Este será o primeiro miradouro da freguesia dos Olivais.