Três aviões divergiram, esta terça-feira, do aeroporto da ilha da Madeira para o do Porto Santo devido ao vento registado no concelho de Santa Cruz, disse uma fonte aeroportuária.

Até à ilha do Porto Santo rumaram aeronaves das companhias easyjet (proveniente de Lisboa); Transavia (de Paris/Porto) e Air Berlim (de Colónia).

Os aviões aguardam melhores condições de tempo para cumprirem as suas viagens.

"O aeroporto está condicionado desde as 16:00, mas entretanto já aterrou um avião. Isto tem a ver com os ventos. Quando melhora, acabam por aterrar", disse a mesma fonte, cerca das 17:00.

Nos Açores, o problema está no nevoeiro

O nevoeiro em diversos aeroportos dos Açores afetou diversas ligações aéreas no arquipélago, obrigando ao cancelamento de voos e fazendo outros divergir, disse à agência Lusa o porta-voz da companhia aérea SATA.

Segundo António Portugal, o voo Terceira-Horta divergiu para a ilha do Pico, com 30 passageiros, o mesmo sucedendo à ligação Flores-Horta, esta com 46 pessoas.

Ambos os voos são da SATA Air Açores, responsável pelo transporte aéreo inter-ilhas.

António Portugal adiantou que o voo Horta-Corvo, com três passageiros, foi cancelado, situação igual à da ligação Horta-Ponta Delgada.

Também os voos Terceira-Graciosa-Terceira foram cancelados devido ao nevoeiro no aeródromo da Graciosa. Em terra ficaram 98 passageiros, informou o responsável.

Quanto às viagens da Azores Air Lines, que assegura as ligações entre o continente e o arquipélago, o voo com origem em Lisboa e destino na Horta divergiu, com 188 passageiros, para o Pico.

O porta-voz da transportadora aérea açoriana esclareceu que “tem havido nevoeiro persistente em alguns aeroportos desde há duas semanas”.