José Maria Martins, o ex-defensor do Carlos Silvino, arguido do processo casa pia conhecido como “Bibi”, está suspenso da profissão por seis anos, avança o jornal Correio da Manhã.

A pena aplicada pelo conselho de deontologia da Ordem dos Advogados foi confirmada pelo conselho superior e vem somar-se a uma pena de três anos de suspensão o advogado está a cumprir e que só termina em 2017. 

O caso teve origem em queixas de colegas de profissão e magistrados, que garantem que foram insultados e perseguidos por José Maria Martins durante o processo Casa Pia. O jurista só poderá voltar a exercer a advocacia em 2023.