Adriana Marques e Sérgio Mata conheceram-se há cerca de 10 anos em Portugal e acabaram por emigrar para o Brasil há três anos. Casados e pais de um menino, a médica pediatra e o estudante de educação física, ambos de 43 anos, viviam em Mogi das Cruzes, São Paulo, onde a mulher acabou por ser degolada.

Segundo o G1, o casal discutiu depois de Adriana pedir a separação ao marido. O filho assistiu à discussão e foi procurar ajuda.

«Soubemos que a médica estava pedindo a separação e o marido não aceitava. Após a discussão, ele começou a agredir a mulher com uma arma branca [faca]. O porteiro do condomínio chamou a polícia», explicou o tenente do 17º Batalhão da Polícia Municipal ao jornal brasileiro.



Quando as autoridades chegaram ao apartamento do casal, a médica foi encontrada morta numa das divisões e o marido tinha-se trancado na casa de banho, onde se tentava suicidar.

O homem acabou por ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado em estado grave para o Hospital Luzia de Pinho Melo.

«Foi operado e já recebeu ordem de prisão. Está a ser escoltado no hospital e quando tiver alta será detido», acrescentou o tenente.

A médica - que chegou a trabalhar no Hospital Distrital de Santarém - foi sepultada este domingo.