Seis habitações perderam o telhado na ilha de Santa Maria, nos Açores, devido um fenómeno localizado, na sequência do mau tempo que se faz sentir no arquipélago, declarou à Lusa o secretário regional do Turismo e Transportes.

Vítor Fraga referiu que a ocorrência, que teve lugar na freguesia de Santana, concelho de Vila do Porto, deixou uma residência sem condições de ser habitada, estando a direção regional da Habitação a proceder ao realojamento da respetiva família.

O governante revelou, ainda, que na freguesia da Ribeira Quente, concelho da Povoação, na ilha de São Miguel, uma derrocada atingiu uma residência, cujo agregado familiar teve que ser realojado, sendo que as quatro residências contíguas foram desabitadas por indicação do Governo dos Açores, por mera precaução.

 
 

O esforço dos homens dos serviços competentes do Vale das Furnas a desobstruir a Rua do Parque!

Publicado por Vale das Furnas Digital em Sábado, 23 de Janeiro de 2016


A estrada da Ribeira Quente, que se encontrava obstruída, já está de novo transitável, de acordo com Vítor Fraga.

Os Açores registaram 62 ocorrências, até às 19:00 locais (mais uma em Lisboa) devido ao mau tempo das últimas horas, que atingiu de forma mais intensa o concelho de Ponta Delgada, referiu o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores.

A ilha de São Miguel foi a mais fustigada, registando 50 ocorrências, tendo a ilha Terceira registado duas e Santa Maria 10, resultante da obstrução de vias, inundações, danos em algumas habitações, em várias vias públicas, derrocadas e deslizamentos de terras.
 
 

Enxurrada dos Arrifes essa manha

Publicado por SpotAzores.com em Sábado, 23 de Janeiro de 2016


A Câmara Municipal de Ponta Delgada referiu, por seu turno, que o mau tempo já causou mais de duas dezenas de ocorrências na maioria das freguesias do concelho, sendo as mais preocupantes o rebentamento de fossas, destruição de margens de pequenas ribeiras, bem como a inundação de várias vias públicas.

As ilhas do grupo oriental (São Miguel e Santa Maria) deixaram, entretanto de estar sob alerta laranja, passando a amarelo relativo a precipitação e trovada, situação que se manterá, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), até às 00:00 dos Açores.

O IPMA emitiu, igualmente, um aviso amarelo, referente a precipitação, trovoada e vento, para as ilhas de Faial, Pico, São Jorge, Pico e Graciosa, que constituem o grupo central, situação que se manterá até às 06:00 de domingo.