Mais de 700 passageiros estão abrangidos pela reprogramação de 33 voos da transportadora aérea SATA, consequência da passagem do furacão Alex pelos Açores. 

Segundo o porta-voz da empresa pública, António Portugal, “não existe nenhuma alteração na reprogramação dos voos”, que abrange um total de 721 passageiros, mantendo-se a previsão de que a operação se inicie a partir das 13:00 (mais uma hora em Lisboa).

Assim, ao longo da tarde deverão ser feitos 31 voos da SATA Air Açores, que assegura as ligações entre as ilhas do arquipélago dos Açores, com um total de 430 passageiros, e mais dois voos da SATA Internacional, Boston-Terceira e Terceira-Lisboa, com 209 e 82 passageiros, respetivamente, informa a Lusa. 

Na quinta-feira, a companhia aérea açoriana SATA informou que não realizava durante a manhã de hoje voos que tinha agendado entre as ilhas dos Açores devido ao mau tempo, tendo reprogramado estas ligações para o início da tarde.

Entretanto, a Atlânticoline, empresa pública de transporte marítimo de passageiros e viaturas, informou que foi cancelada a viagem prevista para esta manhã na linha verde, entre as ilhas do Faial, Pico e São Jorge.

O período mais crítico do furacão ‘Alex’ nos Açores ocorrerá até às 11:00 de hoje (hora local), quando se prevê a sua passagem em cima do arquipélago, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O IPMA anunciou que o furacão ‘Alex’ mantém as características previstas para a sua passagem nos Açores, apesar de apresentar indícios “de algum enfraquecimento na sua estrutura”.

O furacão 'Alex' é o primeiro fenómeno meteorológico desta natureza a acontecer no mês de janeiro em quase 80 anos, de acordo com meteorologistas norte-americanos, motivando a emissão de avisos vermelhos para vento, agitação marítima e chuva para os grupos central (São Jorge, Terceira, Faial, Pico e Graciosa) e oriental (São Miguel e Santa Maria), que vigoram até ao início da tarde.