A PSP anunciou esta quinta-feira a detenção de um homem, em Ponta Delgada, nos Açores, suspeito de ter agredido “barbaramente” um outro indivíduo que está "em coma", com "prognóstico muito reservado", no Hospital de Ponta Delgada.

Segundo o Comando Regional da PSP nos Açores, o detido, de 50 anos, suspeito da "prática de um crime de ofensas à integridade física grave", ter-se-á envolvido em agressões com um outro homem, de 56 anos, "agredindo-o barbaramente até o deixar inanimado no chão, com múltiplas lesões na cabeça, garganta e outras partes do corpo".

"Logo a seguir e após o suspeito ter abandonado o local, uma vez que estava a chover intensamente e, devido à reduzida visibilidade da via, a vítima foi atropelada por um carro que passava no local (..)", acrescenta o relatório policial, indicando que as alegadas agressões terão ocorrido "ao início da noite do dia 29", terça-feira, "perto do Estabelecimento Prisional de Ponta Delgada".

A vítima, segundo a polícia, "está em coma, com prognóstico muito reservado, na Unidade de Cuidados Intensivos, do Hospital Divino Espírito de Santo".

O alegado agressor, "com antecedentes criminais registados em Portugal por violência doméstica", foi detido na quarta-feira e foi hoje presente a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Ponta Delgada, e ficou "em prisão preventiva".