O Comandante da Zona Marítima dos Açores, Ferreira Seuanes, foi esta quinta-feira exonerado, três meses após ter tomado posse do cargo, por uma “questão de gestão interna de recursos”, anunciou a Marinha.

O comandante Paulo Vicente, do Serviço de Informação e Relações Públicas da Marinha, explicou à agência Lusa que a exoneração de Ferreira Seuanes acontece por “motivos de serviço e gestão interna de recursos”, acrescentando que “ainda não foi tomada nenhuma decisão quanto ao substituto”.

Além de Comandante da Zona Marítima dos Açores, Ferreira Suanes desempenhava também os cargos de chefe do Departamento Marítimo dos Açores e Comandante Regional da Polícia Marítima.

O comandante Paulo Vicente adiantou que caberá interinamente ao capitão do porto de Ponta Delgada e Vila do Porto, Cruz Martins, assumir as funções agora deixadas vagas.

Na cerimónia de tomada de posse, que decorreu em novembro de 2015, em Ponta Delgada, Ferreira Seuanes declarou o seu empenho em contribuir para o combate à pesca ilegal e ao tráfico de droga no arquipélago.

“Nortearei o desempenho das minhas funções no sentido de continuar a reforçar a autoridade do Estado no mar, através da fiscalização e do cumprimento da lei, nomeadamente no que concerne ao combate das embarcações não autorizadas em áreas de jurisdição nacional, bem como combater a criminalidade por via marítima e o tráfico de estupefacientes”, afirmou na ocasião.

O Capitão-de-mar-e-guerra Fernando Jorge Ferreira Seuanes nasceu em Moçambique, a 22 de outubro de 1962, tendo concluído a licenciatura em Ciências Militares Navais em 1985.