logotipo tvi24

Acordo Ortográfico em risco

Divergências entre linguistas de Portugal e do Brasil podem retardar a implementação das novas regras comuns aos países lusófonos

Por: Redacção / JF    |   2008-12-30 15:47

O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, assinado em 1990, pode falhar na prática caso não seja elaborado um vocabulário ortográfico comum entre o Brasil e Portugal, afirmou o presidente do Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP) à agência Lusa.

O Brasil será o primeiro país a adoptar oficialmente as novas regras ortográficas que entram em vigor a 1 de Janeiro de 2009, com um prazo para adequação e reedição dos livros didácticos e dicionários até Dezembro de 2012.

No entanto, divergências quanto a uma interpretação comum do acordo por linguistas de Portugal e do Brasil podem retardar a implementação das novas regras comuns aos países lusófonos.

Godofredo de Oliveira Neto, que preside ao IILP, ligado à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), afirmou que se a convenção internacional não for adoptada igualmente por todos os países, «o acordo fica desacordado».

«A construção de um vocabulário ortográfico comum é um dos artigos mais importantes exposto no acordo. Se não tiver regras não tem acordo», disse à Lusa o escritor, ao frisar que os linguistas portugueses e brasileiros têm que chegar a um «acordo sobre a interpretação deste acordo ortográfico».

Segundo Oliveira Neto, «o que falta é uma união dos especialistas e não dos políticos, e isso pode prejudicar a implantação do acordo na sua plenitude».

Oliveira Neto disse ser indispensável o entendimento entre a Academia Brasileira de Letras (ABL) e a Academia das Ciências de Lisboa, as duas instituições responsáveis pela elaboração do vocabulário ortográfico para servir como referência para os dicionários.

Partilhar
EM BAIXO: Escrever [Arquivo]
Escrever [Arquivo]

Veja as imagens do resgate dos sobreviventes de «Mar Nosso»
Corpos das vítimas já chegaram a Portugal. Excesso de peso pode ter estado na origem de mais esta tragédia no mar
Operação STOP: detido ex-presidente do Benfica Manuel Vilarinho
Antigo dirigente desportivo acabaria por ser detido por «coação e resistência a agente da autoridade»
Mário Cruz vence principal galardão do Prémio Estação Imagem|Mora
Veja as fotos da reportagem sobre um centro de reabilitação que promove a integração social de pessoas com cegueira recente do fotojornalista da Lusa
EM MANCHETE
As imagens do resgate dos sobreviventes de «Mar Nosso»
Corpos das três vítimas do naufrágio nas Astúrias já se encontram em Portugal
25 de Abril: Lula da Silva em Lisboa com Passos e Cavaco
Sismo de 7.5 com aviso de tsunami