A operação “Natal Tranquilo”, da GNR, registou este ano sete vítimas mortais, menos duas do que no período homólogo de 2014, resultantes de 589 acidentes, menos 29 que no ano passado, disse à Lusa fonte do Comando Geral.

De acordo com a mesma fonte, na operação desenvolvida entre 24 e 27 de dezembro, as brigadas da GNR registaram 589 acidentes, com sete vítimas mortais, 19 feridos com gravidade e 187 feridos ligeiros.

O balanço é de menos 29 acidentes e menos dois mortos em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com a mesma fonte.

A fonte da GNR indicou que se registaram mais seis pessoas feridas com gravidade e mais 21 com ferimentos ligeiros do que em 2014.

A operação da GNR terminou domingo à meia-noite.

Durante a operação, os comandos territoriais, a Unidade Nacional de Trânsito, bem como a unidade de intervenção, estiveram particularmente atentos a infrações como o excesso de velocidade, a falta de habilitação legal para conduzir, a condução sob o efeito do álcool e de substâncias psicotrópicas.

A GNR esteve também atenta ao não cumprimento das regras de trânsito, a incorreta ou não utilização do cinto de segurança e ainda aos sistemas de retenção para crianças e utilização indevida do telemóvel durante a condução.