Até julho, já morreram mais pessoas, nas estradas portuguesas, do que nos primeiros sete meses do ano passado. O balanço da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária é de 288 mortos, mais 49 do que em igual período de 2016, num total de 72.658 acidentes.

A ANSR reúne dados da PSP e da GNR. Os 72.658 desastres contabilizados até 31 de julho são mais 160 do que no mesmo período do ano passado.

Os distritos com o maior número de mortos:

Porto  46
Setúbal  37
Santarém  27
Lisboa  26
Faro  20
Aveiro  22
Braga  14

A Segurança Rodoviária indica também que, nos acidentes, 1.182 pessoas ficaram feridas com gravidade, mais 40.

Na última semana  de julho (entre os dias 22 e 31), foram registados pela PSP um morto e 14 feridos graves, enquanto a GNR somou 14 mortos e 60 feridos graves em acidentes rodoviários.

Nos primeiros sete meses do ano, foram ainda contabilizados 22.196 feridos ligeiros, mais 254 do que em igual período do ano passado.

Os dados da ANSR dizem respeito às vítimas cujo óbito foi declarado no local do acidente ou a caminho do hospital.

Veja também: