Os acidentes nas estradas portuguesas provocaram 153 mortos desde o início do ano, menos 27 do que em igual período de 2013, informou hoje a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

De acordo com a ANSR, que reúne dados da PSP e GNR, entre 01 de janeiro e 15 de maio, registaram-se 41.708 acidentes que provocaram 153 mortos.

Na última semana (de 08 a 15 de maio), morreram nas estradas portuguesas nove pessoas e 56 ficaram feridas com gravidade.

A ANSR indica que nos quatro primeiros meses do ano ocorreu menos um acidente do que em igual período de 2013, quando se registaram 41.709 desastres.

Os distritos com maior número de vítimas mortais, entre 01 de janeiro e 15 de maio, são Lisboa, com 17, seguido do Porto, onde 15 pessoas morreram devido a acidentes rodoviários.

Segundo os dados da ANSR, os distritos com menos mortos foram Guarda (dois), Portalegre e Vila Real (três) e Beja (quatro).

Entre 01 de janeiro e 15 de maio, foram registados 677 feridos graves, mais 89 do que em igual período de 2013.

A Segurança Rodoviária não dispõe, na sua página na Internet, de dados estatísticos sobre feridos ligeiros desde o início do ano.

Os dados da ANSR dizem respeito ao número de mortos cujo óbito ocorreu no local do acidente ou durante o transporte para o hospital.

A informação disponibilizada pela ANSR é elaborada todos os dias 7, 15, 21 e final de cada mês, e divulgada dois dias após o termo do respetivo período.