Os acidentes nas estradas portuguesas provocaram 54 mortos em janeiro, mais 17 do que no mesmo mês de 2014, indicam dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Segundo a ANSR, que reúne dados da PSP e da GNR, os mortos em acidentes rodoviários aumentaram cerca de 45 por cento no primeiro mês do ano face a janeiro de 2014, quando se registaram 37 vítimas mortais.

Também o número de desastres aumentou em janeiro, tendo-se registado 10.140, mais 383 do que o mesmo mês do ano passado, adianta a ANSR em comunicado citado pela Lusa.

Os distritos com o maior número de mortos nas estradas foram Setúbal (oito), seguindo de Lisboa e Porto, com seis vítimas mortais em cada um.

Já os acidentes rodoviários nos distritos de Évora e Bragança não registaram qualquer morto este ano, refere a Segurança Rodoviária.

Os dados da ANSR indicam também que os feridos graves aumentaram cerca de 20 por cento, tendo ficado gravemente feridos 165 pessoas, mais 28 do que em janeiro de 2014, quando se registaram 137.

Os acidentes rodoviários provocaram ainda 2.756 feridos ligeiros no primeiro mês do ano, menos dois do que no mesmo período de 2014.

Os dados da ANSR dizem respeito às vítimas mortais cujo óbito ocorreu no local do acidente ou a caminho do hospital.