Os acidentes rodoviários provocaram 431 mortos desde o início do ano, menos 35 do que em 2013, indicou a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Segundo a ANSR, que reúne dados da PSP e da GNR, 431 pessoas morreram nas estradas portuguesas, entre 01 de janeiro e 30 de novembro, enquanto no mesmo período do ano passado tinham morrido 466.

Já o número de acidentes aumentou dois por cento este ano, tendo-se registado 106.974 desastres rodoviários nos 11 meses do ano, mais 2.141 do que em 2013, adiantam os dados provisórios.

Os acidentes rodoviários provocaram mais mortos nos distritos de Lisboa e Porto, designadamente 54 mortos em cada.

Por sua vez, foram nos distritos da Guarda (sete) e de Portalegre (nove) que se registaram menos vítimas mortais, avança a ANSR.

Os dados da Segurança Rodoviária indicam também que os acidentes provocaram 1.894 feridos graves este ano, mais 66 do que em 2013, quando ficaram gravemente feridas 1.828 pessoas.

A ANSR contabiliza ainda 33 mil feridos ligeiros, menos 288 do que em 2013.

Os dados da ANSR dizem respeito às vitimas cujo óbito foi declarado no local do acidentes ou a caminho do hospital, refere a Lusa.