A queda de uma placa de cimento nas obras de construção da futura Unidade de Saúde Familiar (USF) de Abrantes provocou esta segunda-feira à tarde dois mortos, sabe a TVI.

Segundo a agência Lusa, ao final da tarde, cerca das 18:00, a queda de uma placa de betão de revestimento da fachada do edifício havia provocado a morte imediata a um dos trabalhadores presentes no local, tendo um outro trabalhador sido transferido em estado muito grave para o hospital de Abrantes, onde viria a falecer.

"Foram feitas sem sucesso as manobras de reanimação tendo o óbito sido declarado poucos minutos depois no Serviço de Urgências do Centro Hospitalar do Médio Tejo, na unidade hospitalar de Abrantes", disse à Lusa fonte daquela unidade.


A queda de uma placa de betão de revestimento da fachada do edifício decorreu no âmbito dos trabalhos de conclusão da futura Unidade de Saúde Familiar (USF) de Abrantes.

O novo equipamento, que está a ser construído na Rua Nossa Senhora da Conceição, no centro da cidade, conta com três pisos e estava em fase final de construção, estando prevista a sua conclusão até final do ano.

Em declarações à agência Lusa, a presidente da Câmara de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque, "lamentou" o incidente e disse que as obras vão parar durante dois dias "por luto para com os trabalhadores falecidos".

A autarca disse ainda que as causas do acidente que causou as duas vítimas mortais vão ser "averiguadas por quem de direito".

"A autarquia foi acompanhando o evoluir dos trabalhos, que decorreram sempre com normalidade e que estão na sua fase final, e este acidente vai ser averiguado pela Autoridade para as Condições de Trabalho, sendo que o empreiteiro é o responsável pela execução dos trabalhos e pelas respetivas condições de segurança", afirmou.


Segundo a autarca, o acidente "em princípio, não afetará a conclusão das obras", que se prevê para dentro de poucas semanas.

A nova Unidade de Saúde Familiar (USF) de Abrantes, com um investimento total de 1.359.081,18 euros - uma parceria da Câmara de Abrantes, da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) e do Agrupamento de Centros de Saúde do Médio Tejo (ACES) - está a ser construída na antiga rodoviária, no centro da cidade.

A última visita aos trabalhos de construção aconteceu no passado dia 15 de maio, tendo marcado presença a presidente da Câmara de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque, a diretora do ACES do Médio Tejo, Sofia Theriaga, e Luís Pisco, vice-presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo.

A nova Unidade de Saúde Familiar de Abrantes vai substituir o centro de saúde instalado no edifício do hospital Manuel Constâncio.