A colisão entre um comboio e uma viatura ligeira na passagem de nível de Cristêlo, em Caminha, causou hoje uma vítima mortal, disse à Lusa fonte dos bombeiros locais.

A mesma fonte explicou que o comboio de transportes de mercadorias seguia no sentido Sul-Norte na Linha do Minho quando, cerca das 15:00, colidiu com uma viatura ligeira na passagem de nível de Esteiró, causando a morte da condutora e única ocupante do veículo.

Segundo os bombeiros, a vítima mortal, de 67 anos e residente em Modelo, no mesmo concelho, terá forçado a passagem, apesar das barreiras automáticas ali existentes.

«Tudo indicia que houve um desrespeito da sinalização porque as cancelas estavam fechadas e uma barreira está partida. Possivelmente por distração, a pessoa tentou passar com a barreira fechada», explicou Mário Ferreira, adjunto do Comando dos bombeiros voluntários de Caminha.

Face à violência do choque, a viatura ligeira foi arrastada ao longo de 360 metros.

A circulação na Linha do Minho esteve interrompida até às 17:00, devido às dificuldades de remoção da viatura ligeira.

No local, além de meios da GNR e do INEM, que ainda tentaram, sem sucesso, a reanimação da mulher, os bombeiros de Caminha mobilizaram para o local 12 homens e cinco viaturas.