Duas pessoas morreram, um espanhol e uma portuguesa, e outras duas sofreram ferimentos graves numa colisão entre dois automóveis ocorrida hoje no concelho de Nisa (Portalegre), no Itinerário Principal (IP) 2, revelaram as autoridades.

Contactado pela agência Lusa, o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre explicou que o alerta para o acidente, no IP2, junto à localidade de Tolosa, no concelho alentejano de Nisa, foi dado cerca das 16:00.

O acidente, acrescentou à Lusa o Comando de Portalegre da GNR, provocou dois mortos, os condutores de cada um dos veículos ligeiros de passageiros envolvidos.

As vítimas mortais são um homem de nacionalidade espanhola, 75 anos, que conduzia um dos automóveis, “de matrícula espanhola”, e uma mulher de nacionalidade portuguesa, de 65, que era a condutora do carro de matrícula nacional, disse fonte da GNR.

Em cada uma das viaturas seguia um casal”, precisou a mesma fonte policial, explicando que os espanhóis são “da zona da Saragoça, mas residentes em Madrid”, enquanto os portugueses “são da zona de Sertã”, no distrito de Castelo Branco.

Os feridos foram transportados para o Hospital de Portalegre, enquanto as vítimas mortais foram transportadas para os serviços de Medicina Legal da mesma unidade hospitalar.

Contactado pela Lusa, Ilídio Pinto Cardoso, porta-voz do Hospital de Portalegre, limitou-se a revelar que os dois feridos, “um potencialmente em estado muito grave e outro em estado grave, ainda estão a ser avaliados pelos médicos”.

Devido ao acidente, o trânsito naquela zona do IP2 chegou a estar cortado nos dois sentidos, mas a circulação rodoviária já foi “reaberta e está a processar-se com normalidade”, desde as 18:45, frisou a GNR.

As causas da colisão frontal vão, agora, ser averiguadas pelo Núcleo de Investigação de Acidentes de Viação (NICAV) da GNR.

O acidente mobilizou um efetivo de 31 elementos, apoiado por 13 viaturas, da GNR, dos bombeiros e do Instituto Nacional de Emergência Médica.