Um homem de 24 anos morreu esta quinta-feira após ter ficado “preso numa máquina de prensar” na fábrica onde trabalhava, em Gandra, concelho de Paredes, distrito do Porto. A informação foi confirmada à Lusa pro fonte dos Bombeiros Voluntários de Baltar.

Segundo a mesma fonte, aquela corporação foi pelas 07:50 alertada para o acidente de trabalho numa “fábrica de prensar madeira”, tendo recebido a indicação de que um funcionário “de 24 anos tinha ficado preso numa máquina de prensar”.

A fonte referiu que o trabalhador da empresa Fibromade “morreu”, sem saber acrescentar mais detalhes sobre o que terá provocado o acidente.