logotipo tvi24

Acidente brutal corta trânsito na A2: automóvel cortado ao meio

Carro de alta cilindrada ficou literalmente partido ao meio. Mãe e filho ficaram feridos

Por: Redacção / MM    |   2010-12-20 18:17

Actualizada às 19:30

Um acidente brutal cortou, esta segunda-feira à tarde, o trânsito na A2, no sentido Sul-Norte, na zona do Seixal. O acidente aconteceu cerca das 16:10, quando uma viatura de alta cilindrada embateu no pilar da ponte que passa por cima da auto-estrada.

O carro era conduzido por uma mãe, de 49 anos, que transportava o filho de oito anos no banco de trás. A viatura ficou literalmente partida ao meio e a criança acabou por ser expelida da viatura.

De acordo com fontes da GNR, ouvidas pela repórter da TVI Irene Palma, que se encontrava no local, avançam que a criança inspirava maiores cuidados e saiu do local do acidente num estado semi-inconsciente. Os bombeiros tiveram mesmo de esperar pela chegada de uma equipa do INEM para estabilizar primeiro a criança no local, antes de a transportar para o hospital.

Fonte dos Bombeiros Voluntários do Seixal disse ao tvi24.pt que ambos os feridos foram transportados para o Hospital Garcia d¿ Orta, em Almada. Fonte do Hospital confirmou ao tvi24.pt que ambos deram entrada por volta das 17:40. A mulher está «em vigilância para certificar a ausência de lesões». A criança inspira mais cuidados, mas está «estável», internada na unidade de Pediatria, «em observação».

O trânsito esteve cortado durante duas horas. Os pertences dos ocupantes do veículo ficaram espalhados pela via e foram recolhidos pela GNR.

Partilhar
EM BAIXO: Acidente brutal corta A2
Acidente brutal corta A2

Uma centena de condutores detidos com álcool
Ao todo, foram detidas 144 pessoas no fim de semana só pela GNR. Um dos detidos está indiciado por homicídio
Corpo do pescador desportivo foi encontrado
Homem estava desaparecido no Tejo desde sábado
Quatro mortes nas praias portuguesas
Um balanço ainda assim positivo, já que representa menos sete casos do que no ano passado
EM MANCHETE
KPMG recusa validar contas do BES
Auditora enviou comunicado à CMVM onde explica as bases para a escusa. Contas somaram prejuízos de 3,6 mil milhões de euros
PSI-20 recupera metade do que perdeu com o BES
Marcelo considera que Seguro teve uma «boa ideia»