Um acidente na A1, envolvendo um camião e um autocarro da rede Expressos, no sentido norte/sul, causou um morto, dois feridos graves e 32 feridos ligeiros, segundo os Bombeiros Municipais de Santarém. Alguns tiveram de ser desencarcerados.

A colisão ocorreu por volta das 18:00, ao quilómetro 62, junto ao nó de saída entre Santarém e Cartaxo.

Há uma nova atualização: um morto, dois feridos graves e 30 feridos leves", indicou à TVI24, no local, o capitão Póvoa, da GNR, cerca das 20:00.

A vítima mortal é o segundo motorista do autocarro, confirmou a TVI24 junto das autoridades, e uma dos feridos graves é o condutor.

Os dois feridos graves foram encaminhados para o Hospital de Santarém, unidade que recebeu igualmente 16 feridos ligeiros, entre os quais três crianças.

Outros 13 feridos leves, entre os quais duas crianças, foram encaminhados para o Hospital de Vila Franca de Xira.

O autocarro em causa é da Barraqueiro e estava ao serviço da Rede Nacional de Expressos. O pesado de mercadorias transportava uma máquina agrícola e circulava no mesmo sentido.

Duas vias estiveram cortadas no sentido Porto/Lisboa, só se circulando pela da esquerda, indicou na altura fonte da Brigada de Trânsito da GNR de Santarém. Cerca das 20:40, o trânsito continuava a processar-se numa só via, a da esquerda, com uma relativa fluidez.

Causas por apurar

No local do acidente estiveram equipas de socorro e militares da Divisão de Trânsito da GNR, para tentar minimizar a situação e começar a averiguar as causas do acidente.

Há-de ser uma colisão traseira, em princípio o autocarro embateu no pesado. Estamos a iniciar a recolha de vestígios para que seja possível fazer a investigação", admitiu fonte da GNR.

No local estiveram 55 operacionais e 25 viaturas de várias corporações de bombeiros, da GNR e da Brisa e ainda a viatura médica de emergência e reanimação do Hospital de Santarém.