A Polícia Judiciária anunciou a detenção, numa localidade do concelho da Covilhã, de um homem reformado, de 57 anos, por suspeita de abusar sexualmente de duas menores, sendo uma sua neta.

O Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda refere, em comunicado, que o detido está «fortemente indiciado da autoria de, pelo menos, dois crimes de abuso sexual de crianças, sendo vítimas duas menores de sete e nove anos».

Acrescenta que os alegados abusos tiveram lugar «em meio sociofamiliar onde uma das menores habitualmente reside e também numa praia fluvial do distrito da Guarda».

Fonte da PJ adiantou à agência Lusa que um dos crimes terá sido praticado «sobre a própria neta», de sete anos, e o outro sobre uma menina de nove anos, que «será familiar afastada» do detido.

Os alegados abusos sobre a criança mais velha ocorreram no verão de 2013, na praia fluvial de Valhelhas, no concelho da Guarda, e sobre a mais nova nos últimos três/quatro anos.

O detido, quando foi confrontado com os factos pelos familiares, tentou suicidar-se por envenenamento e esteve internado numa unidade de saúde, tendo sido detido pela PJ após ter tido alta hospitalar.

O suspeito foi presente no tribunal de Castelo Branco para primeiro interrogatório judicial e aplicação de adequadas medidas de coação.