O professor do ensino básico de uma escola em Mem Martins, Sintra, detido por suspeitas de abuso sexual de duas alunas, ambas de sete anos, ficou hoje em prisão preventiva, informa a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

O homem, de 51 anos, ficou sujeito à medida de coação mais gravosa depois de presente a um juiz de instrução criminal para primeiro interrogatório judicial. A PGDL acrescenta, na sua página da internet, que as duas vítimas foram inquiridas para memória futura.

Em comunicado divulgado na quarta-feira, a Polícia Judiciária (PJ) refere que o suspeito, «aproveitando-se do facto de ser professor», terá praticado os crimes de abuso sexual das duas meninas, suas alunas, «na sala de aulas».

O homem estava referenciado pelas autoridades por maus tratos a alunos.

A PJ vai continuar a investigação para apurar se o suspeito terá cometido crimes semelhantes noutros estabelecimentos de ensino.

O professor está indiciado por abuso sexual de criança.