"É a mãe que ninguém merece ter", afirmou a magistrada, adiantando que se o arguido, de 25 anos, não terminasse o relacionamento, o tribunal não sabe até onde teriam chegado.