O homem detido pelos crimes de abuso sexual de crianças, pornografia e aliciamento de menores para fins sexuais na zona da Grande Lisboa ficou em prisão preventiva, indicou esta segunda-feira a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

A PGDL adianta que o homem, de 38 anos, ficou em prisão preventiva por se verificarem os perigos de continuação da atividade criminosa e de perturbação grave da ordem e tranquilidade públicas.

O homem, residente em Lisboa, foi detido na semana passada pela Polícia Judiciária, na sequência de mandados de detenção fora de flagrante delito emitidos pelo Ministério Público (MP), estando “fortemente indiciado” dos crimes de abuso sexual de crianças, aliciamento de menores para fins sexuais, pornografia de menores agravado e importunação sexual, indica aquele organismo do MP.

Segundo a PGDL, o arguido iniciava conversação, através da rede social Facebook, com raparigas com idades entre os nove e os 15 anos, com quem mantinha conversas de teor sexual e a quem enviava fotografias do seu corpo despido e vídeos seus em atos sexuais.

Por sua vez, pedia às menores para se encontrarem consigo, que o beijassem a troco de dinheiro e que lhe enviassem imagens e vídeos nuas e dos órgãos genitais.

A PGDL refere ainda que a investigação vai continuar sob a direção do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, em colaboração com a PJ.