A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta sexta-feira a detenção de um homem de 68 anos, na zona de Tondela, pela presumível autoria de vários crimes de abuso sexual de uma menor doente mental.

Uma fonte da PJ disse à agência Lusa que o arguido é um vizinho da vítima, de 15 anos, a qual «sofre de doença mental grave e é incapaz de avaliar os atos», praticados ao longo de meio ano.

Em comunicado, a PJ salienta que se trata de uma «pessoa incapaz de resistência».

Para cometer os abusos, «o suspeito aproveitava-se do facto de a vítima padecer de doença de foro mental, seduzindo-a, através da oferta de pequenas quantias monetárias».

O facto de a vítima procurar o vizinho em sua casa, «com alguma frequência», acabou por levantar suspeitas dos familiares, adiantou a fonte policial.

A detenção verificou-se na quarta-feira, tendo o homem, sem antecedentes criminais, sido presente a um primeiro interrogatório judicial no dia seguinte.

Como medidas de coação, o arguido fica proibido de ter contactos com a vítima, além de apresentações periódicas às autoridades.