A Polícia Judiciária deteve um homem de 29 anos, terapeuta de profissão, por alegados abusos sexuais de crianças, cometidos em Lisboa, informa a autoridade, nesta terça-feira.
 
A prática dos alegados crimes por parte do terapeuta e técnico de diagnóstico “ocorreram no interior do seu consultório” e “de forma reiterada, durante cerca de um ano”, segundo o comunicado divulgado pela PJ.
 
Até ao momento foram identificadas duas vítimas, uma do sexo masculino, com cinco anos, e outra do sexo feminino, com seis, mas os inspetores investigam a “eventual existência de outras vítimas menores”.
 
O detido já foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo ficado sujeito à medida de coação de prisão preventiva.
 
A PJ deteve, também, um outro homem, de 44 anos, por abuso sexual de menores, em Lisboa.
 
A vítima, uma menina de oito anos, é filha de amigos do suspeito e terá sido abusada na casa dos pais.
 
“O agressor aproveitou a relação de amizade e confiança que mantinha com os pais da vítima para consumar os factos”, escreve a Polícia Judiciária.
 
O detido já foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido decretada a medida de coação de prisão preventiva.