A Polícia Judiciária (PJ) da Guarda anunciou esta quinta-feira a detenção, no concelho da Covilhã, de um homem de 22 anos, suspeito do crime de abuso sexual de criança.

O Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda revelou, em comunicado, que o indivíduo, ajudante de cozinha, terá abusado de «uma criança de 13 anos» e que os factos se reportam «ao mês de outubro».

O documento acrescenta ainda que a investigação prossegue «com vista ao esclarecimento total dos factos e possível identificação de mais vítimas».

Fonte policial referiu à agência Lusa que o caso que deu origem à detenção envolve uma menina de 13 anos, que não tem nenhuma relação de parentesco com o suspeito.

O indivíduo e a vítima ter-se-ão conhecido «através de amigos comuns», apontou.

A investigação foi, de acordo com a fonte, «desencadeada recentemente e na sequência de uma denúncia que surgiu no seio escolar, onde a situação começou por ser detetada», referiu.

A fonte acrescentou ainda que o indivíduo «não tem antecedentes criminais», mas que no âmbito da investigação surgiram indícios de que «pelo menos mais uma menina, também menor de idade, possa ter sido vítima de abusos».

No comunicado da PJ é ainda referido que o indivíduo «vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas».