A Liga dos Bombeiros Portugueses chegou, esta quinta-feira, a acordo com o Governo sobre a compensação financeira às corporações de bombeiros envolvidas na operação de abastecimento de água, no distrito de Viseu.

O presidente da LBP, Jaime Marta Soares, disse à agência Lusa que a compensação engloba as viaturas e operacionais envolvidos.

Assim, o fornecimento de combustível às viaturas e a alimentação dos operacionais vão estar a cargo da base de apoio logístico de Mangualde. Será ainda dada uma compensação financeira por cada viatura envolvida.

Por dia, cada viatura poderá receber entre 250 e 400 euros, dependendo dos litros de água que transporta.

Apesar do acordo alcançado com os ministérios da Administração Interna e do Ambiente, Jaime Marta Soares disse que esta operação “não consiste num grande benefício para os bombeiros”, já que permite apenas que as corporações envolvidas no transporte da água não tenham prejuízo.

Segundo a Liga, o acordo "põe cobro à situação insustentável que as associações e corpos de bombeiros envolvidos estavam a viver”.

Jaime Marta Soares referiu que as corporações de bombeiros gastavam por dia, entre 300 a 500 euros, por cada viatura, sendo que há associações humanitárias com mais do que um camião.