Portugal ganhou, pela primeira vez, o prémio de melhor destino europeu dos World Travel Awards, os ‘óscares do Turismo’, numa cerimónia que decorreu este sábado, em São Petersburgo, na Rússia.

Presente na cerimónia, a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, comentou que receber esta distinção inédita “é uma honra e um grande orgulho” e mostra que “todo o país é um ativo incrível e motivo de visita”.

Para a governante, o prémio é resultado do “empenho de todos em tornar Portugal um destino turístico de excelência, com uma diversidade de oferta única e que se estende por todo o território”.

Ser o país a ganhar este prémio é um claro indício de que estamos no bom caminho, aquele que mostra a diversidade que temos para oferecer, de norte a sul, do litoral ao interior”, acrescentou.

Além de Portugal, estavam nomeados para o prémio Áustria, Reino Unido, França, Alemanha, Grécia, Irlanda, Itália, Noruega, Espanha, Suécia, Suíça e Turquia.

Nesta cerimónia, Portugal foi o país que mais prémios recebeu, “30% do total”, segundo informação da Secretaria de Estado. O país recolheu 37 ‘óscares’, mais 13 do que em 2016.

Estes reconhecimentos “trazem a responsabilidade acrescida de continuarmos, sempre, a qualificar os nossos destinos, a nossa oferta, os nossos recursos humanos e a inovar de forma a garantir que estamos à altura das exigências de uma procura cada vez mais sofisticada e exigente”, acrescentou Ana Mendes Godinho.

Na cerimónia, o Turismo de Portugal, pela quarta vez consecutiva, foi eleito o melhor organismo europeu oficial de turismo.

Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal, manifestou o “enorme orgulho” da distinção para um “organismo que tem apenas dez anos”.

Se o Turismo de Portugal goza, hoje, de uma notoriedade e reputação inigualáveis, é devido a todos quantos, diariamente, se esforçam para ultrapassar desafios e superar recordes, tendo em mente um objetivo comum: liderar o turismo do futuro”, afirmou.

“Este é, sem dúvida, também um reconhecimento da nossa estratégia turística e dos bons resultados que, ano após ano, o setor tem vindo a alcançar. Não é por acaso que o exemplo português é já considerado um ‘case study’ [caso de estudo] internacional”, concluiu Luís Araújo.

O porto de Lisboa foi também eleito "Melhor Porto de Cruzeiros da Europa", pela qualidade de serviços e pelas infraestruturas disponíveis para os turistas que visitam e fazem escala na cidade.

Esta distinção contribui para um melhor posicionamento do Porto de Lisboa a nível europeu e é o reconhecimento dos resultados da aposta na promoção de Lisboa enquanto destino de cruzeiros, o que muito nos orgulha e motiva para continuar a promover a excelência turística da capital portuguesa”, considerou Paula Oliveira, diretora executiva do Turismo de Lisboa, em comunicado.

No ano passado, passaram pelo cais lisboeta 522 mil turistas de cruzeiros, dos quais 472 mil em trânsito.

Os World Travel foram criados em 1993 e a seleção dos nomeados é realizada à escala mundial por milhares de profissionais do setor.