O quinto visconde de Ribamar, João Augusto Sanguinetti da Costa Carvalho Talone morreu hoje em Cascais, aos 93 anos, disse à Lusa fonte próxima da família.

O funeral realiza-se na segunda-feira, pelas 13:00, no Cemitério dos Prazeres, sendo seguido de missa de corpo presente às 11:00, na Basílica da Estrela, em Lisboa.

Formado em Engenharia pelo Instituto Superior Técnico, tendo concluído o mestrado em indústria cervejeira na Universidade de Lovaina, na Bélgica, a sua atividade como empresário está intimamente ligada à história do setor cervejeiro em Portugal através da CUFP - Companhia União Fabril Portuense, hoje UNICER, onde exerceu funções de diretor técnico, administrador delegado e presidente do conselho de administração.

Entre 1947 e 1972 esteve ligado à expansão da Indústria Cervejeira, colaborando com empresas como a CUPF, a sociedade central de cervejas e a CUCA – líder cervejeiro nas então colónias portuguesas.

Exerceu também funções de administrador executivo do Banco Português do Atlântico (BPA) entre 1972 e a nacionalização do mesmo, tendo a seu cargo a gestão das participadas industriais do banco.

Em 1976, e na sequência da nacionalização do sector cervejeiro, João Talone participou na Comissão de Reestruturação do Setor Cervejeiro, desligando-se da atividade cervejeira em Portugal, e passou a integrar a direção da empresa Belga, Stella Artois, até 1979, onde foi o responsável pelo seu desenvolvimento internacional.

Foi administrador da SPI desde 1981, tendo transitado para o BPI, onde permaneceu até 2004.

Regressou mais tarde, como conselheiro e a convite dos atuais acionistas, à CUFP/UNICER, onde foi presidente honorário.

Em janeiro de 2006 foi agraciado pelo Presidente da República, Jorge Sampaio, com a Grande Cruz da Ordem de Mérito Industrial.

Por lapso, foi colocada uma fotografia no artigo que não correspondia ao empresário João Talone. Facto, pelo qual, pedimos desde já desculpa. A imagem foi entretanto retirada.