A secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, reiterou hoje, em Paris, que foi apresentado um "reforço de segurança para Portugal no período de verão".

"Foi apresentado há 15 dias um reforço de segurança para Portugal no período de verão. Naturalmente, como fazemos todos os anos para garantir que, numa altura em que temos mais afluência, temos mais capacidade de resposta às pessoas", afirmou à Lusa a secretária de Estado, quando questionada sobre a ameaça do terrorismo em vários países.

Ana Mendes Godinho falava à margem da conferência de imprensa do Sindicato das Empresas dos Operadores Turísticos franceses, na Embaixada de Portugal em Paris, na qual defendeu, perante dezenas de jornalistas, o turismo como "indústria da paz".

"O turismo tem que ser visto, cada vez mais, como a indústria da paz e nós temos é que mostrar que o terrorismo não nos detém e as pessoas continuam a viajar. O terrorismo, de facto, não pode vencer a confiança entre os povos", justificou à Lusa.

A secretária de Estado disse que o Governo está "a acompanhar naturalmente a situação" e sublinhou que há "que ser solidários com os países que sofrem uma situação difícil", um dia depois do atentado no aeroporto internacional de Istambul, na Turquia.

Ana Mendes Godinho deslocou-se a Paris esta terça e quarta-feira para reunir-se com "jornalistas, bloggers, operadores turísticos e companhias aéreas" no âmbito da consulta pública em curso para a Estratégia Turismo 2027 (ET27), que se insere no próximo quadro comunitário de apoio 2021-2027.

Nas reuniões estiveram presentes empresas como a Look Voyages, Promovacances, Voyage Privé, Carrefour Voyages, Ogideo, Top of Travel, ThalassoN1, Transavia, TAP, easyvoyages, Associação das agências de viagem francesas, Associação dos Operadores Turísticos franceses e associação dos jornalistas de turismo.

Depois de Paris, a agenda da consulta aos mercados internacionais vai continuar em Londres, Frankfurt e Colónia, de 11 a 14 de julho, e em Madrid, a 20 de julho.